O seu Portal de notícia.

Domingo, 22 de maio de 2022
MENU

Geral

Volta às aulas em Belém será na segunda-feira (24) de forma não presencial

Medida na rede municipal da capital paraense foi tomada após casos de síndrome gripal entre trabalhadores. Expectativa é ter retorno 100% presencial e

Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Prefeitura de Belém anunciou nesta sexta-feira (21) que vai adiar o início das aulas presenciais na rede municipal de ensino. O retorno às aulas será na segunda-feira (24), de forma não presencial.

A medida foi tomada por causa do avanço de notificações de síndrome gripal entre os trabalhadores da educação, segundo a prefeitura.

Inicialmente, o retorno da rede municipal de Belém estava previsto para segunda, mas de forma 100% presencial. As aulas só não seriam presencial em escolas que estão em obras. Na capital, os alunos voltaram totalmente às salas em novembro de 2021, após retomada gradual.

Nas próximas semanas, as aulas municipais serão retomadas presencialmente de forma gradual, "enquanto não se conclui o processo de imunização de crianças de 05 a 11 anos", segundo a Secretaria de Educação municipal (Semec).

Já na rede estadual de ensino, o retorno está previsto para o dia 8 de março com turmas 100% presencial. O comprovante de vacinação será exigido de quem estiver dentro dos critérios já autorizados para imunização.

Nas aulas presenciais, tanto do município quanto do estado, será exigido comprovante de vacinação de quem já estiver dentro das idades e critérios autorizados para imunização contra o coronavírus.

Na rede particular, há unidade de ensino que suspendeu as aulas presenciais após aumento de casos de Covid e também de gripe.

Cronograma de retomada presencial

Agora, conforme a prefeitura, as aulas iniciam na segunda-feira de forma não presencial. A partir de 31 de janeiro, o retorno presencial será retomado, de forma gradual, com expectativa de estar 100% presencial em 21 de fevereiro, seguindo o seguinte cronograma:

  • 31 de janeiro – aula presencial com 50% dos estudantes dos anos finais do ensino fundamental (do 6º ao 9º ano), da 3ª e da 4ª totalidade da Educação de Jovens, Adultos e Idosos (EJAI), do ensino médio (Funbosque);
  • 7 de fevereiro - aulas presenciais para 100% dos estudantes dos anos finais do ensino fundamental (do 6º ao 9º ano), da 3ª e da 4ª totalidade da EJAI, do ensino médio; e para 50% dos estudantes dos anos iniciais do ensino fundamental (do 1º ao 5º ano) e da 1ª e da 2ª totalidade da EJAI;
  • 14 de fevereiro - aulas presenciais para 100% dos estudantes dos estudantes dos anos iniciais do ensino fundamental (do 1º ao 5º ano) e da 1ª e da 2ª totalidade da EJAI; e para 50% dos estudantes da Educação Infantil;
  • 21 de fevereiro - Início das aulas presenciais para 100% dos estudantes da Educação Infantil.
 

A prefeitura não detalhou quantos casos de síndromes gripais entre os trabalhadores, nem detalhes sobre internações por gripe e covid.

A ocupação em unidades hospitalares estaduais está em 70% nas UTI Adulto exclusivas para diagnosticados com Covid-19.

O Pará contabiliza 17.272 mortes e 636.990 casos de Covid-19 desde o início da pandemia, segundo os dados divulgados no boletim do governo estadual da noite de quinta-feira (20). Segundo a Secretaria estadual de Saúde, não há "nenhum caso de Ômicron detectado" no Pará.

Vacinação em crianças

vacinaçao infantil em Belém — Foto: Agencia Belém

vacinaçao infantil em Belém — Foto: Agencia Belém

A vacinação contra a Covid-19 em crianças começou em Belém nos sábado (15). A expectativa é imunizar 141 mil crianças de 5 a 11 anos.

Em todo Pará, são 1.021.778 crianças que podem ser vacinadas nesta etapa da imunização contra a Covid. O governo não divulgou quantas crianças já foram imunizadas até esta sexta-feira (21).

Desde sexta-feira passada (14), o Pará recebeu pouco mais de 124 mil doses da Pfizer destinadas à imunização de crianças entre 5 e 11 anos, em duas remessas.

O governo do Pará anunciou nesta sexta-feira que vai disponibilizar também 160 mil doses da Coronavac para imunização pediátrica contra a Covid-19, após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o uso da vacina do Butantan em crianças e adolescentes entre seis e 17 anos.

O objetivo é agilizar a imunização infantil, informou o governador Helder Barbalho (MDB) em uma rede social.

Em todo estado, mais de 5 milhões de pessoas acima de 12 anos receberam a primeira e segunda doses contra o coronavírus e 616 mil também o reforço.

Fonte/Créditos: G1 Pará

Créditos (Imagem de capa): Alunos devem voltar as aulas presenciais em Belém a partir de 31 de janeiro — Foto: Agência Belém

Comentários:

Publicidade
Publicidade

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível!